Novidades do PHP 7 – Parte 3/5: Null Coalesce Operator

Na web, principalmente no processamento de formulários, diversas vezes precisamos checar se algo existe. Normalmente isto pode ser feito através da função isset ou algo semelhante.

Vamos imaginar um formulário de contato, onde precisamos verificar se o campo nome existe. No modo antigo, poderia ser feito desta maneira:

$nome = (isset($_POST['nome'])) ? $_POST['nome'] : 'sem nome';

No exemplo acima, verificamos se a variável $_POST[‘nome’] existe. Caso exista, atribuimos seu valor a variável $nome. Caso não exista, atribuimos a string ‘sem nome‘ a variável $nome.

Com o null coalesce operator, a mesma coisa pode ser feita de uma forma mais fácil e simples:

$nome = $_POST['nome'] ?? 'sem nome';

Com certeza o null coalesce operator era algo que estava faltando no PHP.

O próximo post será sobre return type declarations.

Até a próxima 😉

Novidades do PHP 7 – Parte 2/5: Scalar Type Hints

O PHP é uma linguagem fracamente tipada, ou seja, não dá muita bola em relação a tipos de dados. Uma variável pode conter um float, logo depois uma string e no final ainda pode se tornar um objeto.

Muitos não gostam do PHP por causa deste excesso de liberdade. Com a chegada do PHP 7, foi introduzido um recurso chamado scalar type hints, ou indução de tipo escalar. Assim, o programador pode definir o tipo de parâmetro que um método deve receber, o tipo de retorno de uma função, etc.

Continue lendo

Novidades do PHP 7 – Parte 1/5: Spaceship Operator

Com o lançamento do PHP 7, vou fazer uma série de pequenos posts falando sobre as principais novidades da linguagem. No post de hoje, vou começar falando do spaceship operator, ou em português, operador espaçonave.

O spaceship operator tem um funcionamento bastante semelhante do da função strcmp. Ele basicamente faz uma comparação e traz os seguintes retornos:

Continue lendo

Velocímetro opensource para iOS

Captura de Tela 2015-12-07 às 22.18.44Com o lançamento das novas versões do Xcode e iOS, resolvi fazer um aplicativo para iOS utilizando a nova linguagem da Apple, Swift. Foi assim que saiu o Speedometer.

O Speedometer é um velocímetro digital para iOS que pode ser utilizado com diversas unidades de medida, como quilômetros por hora (km/h), milhas por hora (mph), pés por segundo (ft/s), etc.

Continue lendo

Removendo programas da inicialização do Windows

Muitos programas são configurados para iniciarem automaticamente durante o carregamento do Windows. Quando esta quantidade de programas torna-se significativa, o tempo de inicialização do sistema pode aumentar.

Uma forma de reduzir o tempo de inicialização, é removendo alguns aplicativos desnecessários que iniciem junto com o WIndows. Para ativar ou desativar estes aplicativos, abra o prompt Executar, pressionando a tecla Windows e logo em seguida a letra R.

Continue lendo

Detectando o navegador do usuário via .htaccess

Já publiquei alguns artigos aqui no blog falando sobre as inúmeras utilidades dos arquivos .htaccess. Neste post, veremos como detectar o navegador do usuário e redirecioná-lo para uma determinada página, caso ele esteja utilizando determinado navegador.

Vamos começar criando um novo arquivo .htaccess com o seguinte conteúdo:

Continue lendo

Pra que serve o #! no início dos scripts

Se você já viu algum script de linha de comando no mundo *nix, provavelmente já se deparou com a combinação de um sustenido e um ponto de exclamação no início do script. Algo parecido com isso:

#!/bin/bash
echo "Alo Mundo!"

Esta combinação de caracteres chama-se shebang e sua utilidade é informar ao sistema qual interpretador deve ser utilizado para executar o script.

No exemplo acima, estamos dizendo que o Bash deve executar o script a seguir.

Até a próxima 😉

Ativando o GodMode no Windows 7, 8 e 10

Nas versões mais recentes do Windows (7, 8, 10), existe um recurso escondido conhecido por GodMode. Através dele é possível acessar praticamente todas as configurações do computador, ou seja, é uma versão mais detalhada do Painel de Controle.

Para acessar o GodMode, basta criar uma pasta na Área de Trabalho (ou algum outro lugar de sua preferência) com o seguinte nome:

Continue lendo