Arquivos da categoria: Linux/Unix

Pra que serve o #! no início dos scripts

Se você já viu algum script de linha de comando no mundo *nix, provavelmente já se deparou com a combinação de um sustenido e um ponto de exclamação no início do script. Algo parecido com isso:

#!/bin/bash
echo "Alo Mundo!"

Esta combinação de caracteres chama-se shebang e sua utilidade é informar ao sistema qual interpretador deve ser utilizado para executar o script.

No exemplo acima, estamos dizendo que o Bash deve executar o script a seguir.

Até a próxima 😉

5 jogos nativos para Raspberry Pi

O Raspberry Pi ficou famoso por ser um computador do tamanho de um cartão de crédito e custar apenas 35 dólares.

Muitas pessoas têm o transformado em um emulador multi console. Até funciona, mas em um computador com poucos recursos, emulação não é o mais recomendado.

Como uma opção, existe a possibilidade de rodar jogos nativos, aumentando assim o desempenho e a qualidade dos jogos. Vamos a uma lista com 5 jogos selecionados. Lembrando que utilizei um Raspberry Pi Model B rodando o Raspbian Wheezy. Vamos aos jogos!

Continue lendo

Removendo a quebra de linha do Windows no VIM

Os sistemas *nix, utilizam apenas um caractere para definir a quebra de linha de um arquivo de texto, o caractere \n. Já sistemas Windows, utilizam dois caracteres: \r e \n.

Algumas vezes, quando abrimos um arquivo criado no Windows no VIM, as quebras de linha parecem estar incorretas e os caracteres \r, referentes a quebra de linha, aparecem  como ^M no arquivo.

Para solucionar este problema, basta utilizar um comando mágico no VIM:

Continue lendo

Ativando o acesso SSH no OS X Yosemite

Uma forma rápida e fácil de acessar seu computador com o OS X Yosemite remotamente é via SSH. Para ativar o acesso SSH no OS X, abra o menu Preferências do sistema > Compartilhamento e marque a opção Acesso Remoto.

Captura de Tela 2015-03-26 às 23.09.23

No menu ao lado, você pode definir os usuários que terão direito a acessar o sistema via SSH.

Até a próxima 😉

 

Acesso remoto via RDP no Raspberry Pi

Uma alternativa para acessar a interface gráfica do Raspberry Pi remotamente é utilizar o protocolo RDP. O protocolo RDP é muito utilizado para acesso remoto em máquinas Windows.

Para instalar o servidor RDP no Raspberry Pi (estou utilizando o Raspbian Wheezy), vamos primeiro atualizar as fontes do apt. Acesse o terminal do seu Raspberry Pi e digite:

Continue lendo

Fazendo backup do Raspberry Pi no OS X

Então você instalou o sistema no Raspberry Pi, configurou tudo e de repente precisa utilizar o cartão SD que seu sistema está instalado, para uma tarefa temporária.

Uma solução para este caso, é criar uma imagem do cartão SD. Para isto, insira o cartão no computador e no terminal do OS X, digite:

Continue lendo

Acessando os pinos GPIO do Raspberry Pi

O Raspberry Pi disponibiliza uma série de pinos GPIO para uso geral. Através destes pinos, podemos aplicar uma determinada tensão e também detectar quando uma tensão for aplicada sobre certo pino.

O Raspberry Pi B rev 2, que é a versão que vamos utilizar como base, possui 26 pinos de entrada e saída. Abaixo segue um diagrama informando os pinos que o Raspberry Pi B rev 2 disponibiliza:

Continue lendo

Executando comandos periodamente no terminal

Quase todo mundo que utiliza a linha de comando dos sitemas *nix um dia já precisou ficar executando um comando periodicamente no terminal.

O que nos salva nestas horas é o comando watch, que permite que um comando seja executado periodicamente baseado em um intervalo de tempo. Sua sintaxe é muito simples, basta executar:

watch -n 2 date

O comando acima irá executar o comando date a cada dois segundo. Para alterar o intervalo, substitua o 2 pelo número de segundos desejado.

Simples assim! Até a próxima 😉