Comprimindo imagens JPG via linha de comando

Há alguns dias atrás, precisei reduzir o tamanho (e qualidade) de algumas imagens JPG. Para isto, utilizei o comando convert, presente no pacote ImageMagick.

Como eram muitas imagens, resolvi criar um script para isto. O script roda via linha de comando e recebe apenas dois parâmetros:

caminho -> caminho do diretório onde estão as imagens (todas as imagens JPG serão convertidas e sobreescritas!)

qualidade -> qualidade das imagens após a conversão.

Para executá-lo, basta digitar:

bash jpg-compress /home/angelito/Imagens 90

Onde /home/angelito/Imagens é o caminho das imagens e 90 é a qualidade das imagens após a conversão.

O script pode ser baixado AQUI. Se quiser contribuir com o código, acesse o repositório no GitHub.

Até a próxima 😉

3 pensou em “Comprimindo imagens JPG via linha de comando

  1. Vitor Gatti

    Legal o seu guia, mas gosto mais do meu comando:

    find . -iname \*.jpg -exec jpegoptim -p -m75 {} \;

    “jpegoptim” existe no repositório do Ubuntu e provavelmente em outras distros também. Esse software utiliza as tabelas de Huffman para comprimir imagens, com perda mínima de qualidade. Fotos do meu celular com 1.5MB ficam com no máximo 300KB com esse programa e, mesmo dando zoom, não consigo perceber a diferença na qualidade. 100% recomendado!

    Responder
  2. Tiberius

    Legal, mas se você só quer otimizar imagens jpeg, poderia utilizar o jpegoptim:, ele trabalha muito mais rápido e altera os arquivos sem precisar de temporários, e também pode preservar todos metadados, como data de alteração entre outros .
    Aqui vai um exemplo procurando em todas as sub-pastas por arquivos jpg, otimizando, preservando datas e permissões e removendo metadados:
    find pasta/ -type f -iname “*.jpg” -print -exec jpegoptim -m75 -p –strip-all {} \;

    Espero ter ajudado com seu projeto. : )

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.